Comandos a usar para envios SMS por telnet.

Deixo uma lista de comandos para quem quer enviar SMS por um telemovel ligado a um PC por telnet.
Isto pode ser usado para programáticamente criar-se uma forma de envio de mensagens SMS para telemoveis. Util para monitorizar sistemas ou situações que possam acontecer.
Alem destes comandos aproveito e deixo todos os comandos possiveis de executar no telemovel via telnet.

Comandos:

ATA – Atender Chamada
ATD – Comando de Marcação
ATH – Desligar Chamada
ATL – Verificar Speaker Loudness
ATM – Verificar Monitor Speaker Mode
ATO – ir On-Line
ATP – Marcação por Impulsos por defeito
ATT – Marcação por tons por defeito
AT+CSTA – Selecionar topo de morada
AT+CRC – Cellular Result Codes
ATI – Identificação
ATS – Selecionar um S-register
ATZ – Rechamar um perfil armazenado
AT&F – Restaurar defenições de fábrica
AT&V – Ver configuração activa
AT&W – Guardar parametros num determinado perfil
AT&Y – Selecionar “SET” como Powerup Option
AT+CLCK – Facility Lock Command
AT+COLP – Connected Line Identification Presentation
AT+GCAP – Pedir lista completa de capacidades
AT+GMI – Pedir identificação do fabricante
AT+GMM – Pedir identificação do modelo
AT+GMR – Request Revision Identification
AT+GSN – Pedir serial Number de produto.
AT+CBC – Carga da bateria
AT+CGMI – Pedir identificação do fabricante
AT+CGMM – Pedir identificação do modelo
AT+CGMR – Pedir identificação da revisão
AT+CGSN – Pedir o numero de serie do produto
AT+CMEE – Reportar erros de equipamento movel
AT+CPAS – Actividade de telefone e status
AT+CPBF – Encontrar Phone Book Entries
AT+CPBR – Ler Phone Book Entry
AT+CPBS – Selecionar Phone Book Memory Storage
AT+CPBW – Escrever Phone Book Entry
AT+CSCS – Selecionar TE Character Set
AT+CSQ – Qualidade de sinal
ATE – Command Echo
ATQ – Result Code Suppression
ATV – Define Response Format
ATX – Response Range Selection
AT&C – Define DCD Usage
AT&D – Define DTR Usage
AT&K – Select Flow Control
AT&Q – Define Communications Mode Option
AT&S – Define DSR Option
AT+ICF – DTE-DCE Character Framing
AT+IFC – DTE-DCE Local Flow Control
AT+IPR – Fixed DTE Rate
AT+CLIP – Calling Line Identification Presentation
AT+CR – Service Reporting Control
AT+DR – Data Compression Reporting
AT+ILRR – DTE-DCE Local Rate Reporting
ATB – Communications Standard Option
AT+CBST – Select Bearer Service Type
AT+CEER – Extended Error Report
AT+CRLP – Radio Link Protocol
AT+DS – Compressão de dados
A/ – Reexecutar a linha de comandos
AT? – Ajuda de comandos
AT*C – Iniciar SMS Interpreter
AT*T – Entrar em SMS Block Mode Protocol
AT*V – Activar modo V.25bis
AT*NOKIATEST – Commando de Teste
AT+CESP – Enter SMS Block Mode Protocol
AT+CSMS – Select Message Service
AT+CPMS – Preferred Message Storage
AT+CMGF – Message Format
AT+CSCA – Service Centre Address
AT+CSMP Defenir parametros do modo texto
AT+CSDH Mostrar parametros do modo texto

AT+CSCB – Selecionar “Cell Broadcast Message Types”
AT+CSAS – Gravar Definições
AT+CRES – Repor definições
AT+CNMI New Message Indications to TE
AT+CMSS Envia mensagem do armazenamento
AT+CMGD Apaga mensagens
AT+CMGL Lista mensagens
AT+CMGR Lê mensagem
AT+CMGS Envia mensagem
AT+CMGW Escreve mensagem na memória

Cluster Windows 2003 + VMware Server 2.0

O que necessitamos para criar um cluster de windows 2003 em VMWARE Server 2.0?

1 – necessitamos do Windows 2003 Enterprise Edition.
2 – Criar uma VM
3 – Adicionar um Disco IDE virtual
4 – Adicionar outro disco SCSI (o de quorum) que vai ser partilhado pelo cluster
5 – Adicionar uma placa de Rede
6 – Adicionar outra placa de Rede, a que vai funcionar como heartbeat do cluster
7 – Criar outra VM exactamente igual á primeira…

2 problemas para resolver:

1 – Como vamos partilhar o disco do “Quorum” entre as máquinas?

2 – como vamos conseguir que o SCSI seja correctamente detectado e funcione estável.

Os 2 problemas até são simples de resolver.

Primeiro temos de editar o ficheiro com as defenições da VM,  editamos o ficheiro que tem extenção *.VMX e adicionar numa linha o seguinte texto:

disk.locking = false

Segundo temos de ir á página da VMware e retirar no folder drivers and tools os drivers para o controlador SCSI e instalar nas respectivas máquinas virtuais. Seja no inicio, no processo de instalação, ou depois de o windows estar já instalado.

e-Mail over Telnet… III

Depois de nos ligarmos por telnet ao servidor de SMTP na porta 25 iniciamos o dialogo…

Primeiro cumprimentamos o servidor com um silples…

Hello

Depois indicamos quem somos…

MAIL FROM: nosso@server.com

Depois obtemos uma resposta educada do genero “250 OK”
Seguidamente indicamos com quem queremos falar:
RCPT TO: Destino@algures.com, Todos_os_outros@aqui.com

Mais uma vez obtemos a resposta educada do servidor de destino: “250 OK”

Agora só falta dizer o que pensamos aos nossos destinatários…. para isso fazemos o seguinte:

DATA
Resto da mensagem aqui…
Podemos escrever o que queremos e dar entrers á vontade….
(comver não acabar paragrafos com ponto e enter… 🙂

Para indicar que chegamos ao fim temos de fazer:

.

“Carregamos no ponto e logo se seguida na tecla enter”

Seguida só nos resta fazer quit para sair do programa de telnet… Pois acabamos de enviar um email e de testar as nossas ligações / relays…

e-Mail over Telnet II

Depois de executarmos o comando atrás indicado deveremos ter algo equivalente a isto no monitor.

hjfr-info.com MX preference = 10, mail exchanger = hjfr-info.com
hjfr-info.com internet address = 82.154.130.119

Neste exemplo podemos ver qual o nome do dominio que administra os nossos e-mails… e também qual o seu ip.

Agora é só fazer:

telenet 82.154.130.119 25 para obtermos ligação ao servidor de e-mail via smtp.

E isto é o que vemos de resposta da ligação ao servidor.

220 w2k3-srv.home Microsoft ESMTP MAIL Service ready at Fri, 22 Aug 2008 23:27:3 4 +0100

Neste caso o servidor de e-mail é um exchange com um pouco mais iformação do que deveria ter exposta para publico… 🙂

Continua…

e-Mail over Telnet…

Bem para quem quiser enviar um email anónimo ou testar um servidor de e-mail publico ou privado… aqui fica a dica…

1- Descobrir qual o endereço do servidor de e-mail…

Normalmente um servidor de e-mail tem um dominio associado esse dominio tem um mxrecord associado indicando qual o ip que recebe e processa os e-mails.

Para o descobrir vamos usar uma ferramenta chamada nslookup que nos permite ligar a um servidor DNS publico ou privado para perguntar quais são os servidores de email que respondem a um determinado dominio, seja ele publico ou privado.

entao vamos escrever numa shell ou numa linha de comandos o seguinte comando:

nslookup
set type=MX
[escrever o dominio que queremos saber os SMTP server]
exit

Continua….