NSLOOKUP uma ferramenta muito poderosa…

O nslookup é uma das ferramentas que mais informação nos pode dar na internet.
De acordo com o tipo de perguntas que fazemos podemos ter respostas muito interessantes.
Podemos como tudo, usa-la para o mal ou para o bem.
Um administrador de sistemas que não proteja no seu servidor de DNS, pode ver exposta informação que não deveria ser do conhecimento público.

Aqui deixo alguns dos parâmetros que podem ser usados com o nslookup.

A sintaxe é simples, basta abrir uma janela de cmd no windows e escrever nslookup. Depois podemos definir qual o tipo de respostas que desejamos ter.
Para isso escrevemos Set type=tipo de resposta
A lista dos vários tipos é a seguinte:
A – Endereço de ip do computador.
Any – Todos os tipos de dados.
CNAME – Nome canónico para um alias.
GID – Identificador de um grupo para um nome de grupo.
HINFO – Indica o tipo de CPU e sistema Operativo
MB – Nome de domínio de Caixa de correio
MG – Específica um elemento de um grupo de e-mail
MINFO – Informações sobre uma caixa de correio ou uma lista de distribuição.
MR – Mail Rename Domain Name
MX – Mail Exchanger ( relay de e-mail ou aquele que processa os emails para um determinado domínio).
NS – Nome de um servidor de DNS para uma determinada zona ou domínio.
PTR – Dá-nos um nome do computador caso a pergunta seja um endereço de ip ou então devolve um novo apontador para nova informação.
SOA – Especifica a Start-of-Authority para uma zona de DNS.
TXT – Informação de texto.
UID – Identificador de utilizador.
UINFO – Informação de Utilizador.
WKS – Um serviço bem conhecido.

Agora testem no vosso servidor pessoal e nos públicos de algum domínio que conheçam. Vejam as diferenças e validem o que está certo ou errado na vossa opinião.

Para mais conhecimento podem sempre consultar o RFC – 1035

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *